quinta-feira, 17 de julho de 2014

Brasil e Argentina se unem em milionário projeto astronômico

(Efe/UOL) Brasil e Argentina avançam em um milionário projeto astronômico conjunto para estudar a física solar, os buracos negros e outros fenômenos do universo, informaram nesta segunda-feira (07) fontes oficiais.

O projeto, denominado "Llama", prevê a instalação de uma antena de 12 metros de diâmetro na província argentina de Salta, na região da Puna, no noroeste do país.

"Isto significará um salto maiúsculo para as pesquisas em rádioastronomia e, por sua vez, promoverá um grande impulso tecnológico", destacou em comunicado a secretária de Ciência e Tecnologia de Salta, Soledad Vicente.

O instrumento, cuja instalação demandará um investimento total de entre US$ 15 milhões e US$ 20 milhões, começará a funcionar em três anos, perto do cume de uma montanha localizada em Altos del Chorrillo, a 4.825 metros de altura.

Por meio do projeto "Llama", o Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovação Produtiva da Argentina e a FAPESP (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo) realizarão pesquisas astronômicas de forma coordenada com uma rede de 60 antenas instalada no Deserto do Atacama, no Chile, pelos Estados Unidos, Canadá, Japão, Taiwan e países europeus.

A antena financiada por Brasil e Argentina permitirá elevar até dez vezes a resolução angular em comparação com as montadas no Chile.
----
Matérias similares no JC e Inovação Tecnológica
----
E mais:
Brasil e Argentina se aproximam juntos das estrelas (UOL), com matéria similar no Yahoo

Nenhum comentário:

Postar um comentário