segunda-feira, 17 de setembro de 2012

Telescópios ameaçados de fechar


(Pesquisa Fapesp) Um painel de especialistas convocado pela National Science Foundation (NSF) recomendou que a agência norte-americana deixe de investir em seis de seus observatórios astronômicos a partir de 2017. Quatro deles estão instalados no estado do Arizona.

Outros dois são radio-observatórios – um fica no estado de Virgínia Ocidental, enquanto o segundo é uma coleção de antenas espalhadas por várias localidades. James Ulvestad, diretor da Divisão de Ciências Astronômicas da NSF, disse à revista Nature que espera encontrar novos operadores para os telescópios nos próximos 18 meses. Se não der certo, a agência irá considerar o fechamento das instalações.

A meta é economizar US$ 20 milhões gastos anualmente pela NSF e garantir recursos para dois telescópios que serão construídos no Chile. Um deles é o Large Synoptic Survey Telescope (LSST). Dotado de um espelho de 8,4 metros de diâmetro, irá mapear o céu noturno com a ajuda de uma câmera digital de 3 bilhões de pixels. 


O outro é o Cerro Chajnantor Atacama Telescope, que se debruçará sobre as origens cósmicas de estrelas, planetas e galáxias. “Sem esse corte de despesas, não conseguiremos fazer coisas novas”, disse Michael Turner, diretor do Kavli Institute for Cosmological Physics da Universidade de Chicago.

Nenhum comentário:

Postar um comentário